Blog

Saiba tudo sobre o descolamento de retina

A nossa retina é um tecido muito fino e delicado que reveste a superfície interna do globo ocular. Ela é responsável por receber o estímulo luminoso e converter a imagem advinda do exterior em impulsos elétricos que, através do nervo ótico, são enviados para o nosso cérebro, permitindo assim que enxerguemos.

Entre a retina e o cristalino se encontra uma substância gelatinosa e transparente chamada vítreo. É ele, em conjunto com outras estruturas, que garante suporte e nutrição para nossas retinas. Quando nascemos, o gel vítreo esta totalmente aderido à retina e, com o passar dos anos, o vítreo vai se liquefazendo (sinérese vítrea) e se destacando da retina lentamente. Eventualmente, durante esse processo de desprendimento do vítreo da superfície interna da retina, pequenas roturas podem ocorrer, fazendo com que a retina se descole (foto).

O descolamento da retina é uma urgência médica. Se não for tratado rapidamente, pode evoluir para perda irreversível da visão.

Os principais sintomas apresentados por pessoas com o problema são: flashes luminosos (fotopsias), aparecimento de “moscas-volantes” (sensação de insetos voando diante dos olhos), visão turva e embaçada e sombra central ou periférica. Nos casos mais graves, pode haver perda total da visão.

No quadro inicial, quando há apenas uma rotura/rasgo na retina, o tratamento à Laser ao redor da lesão pode ser suficiente, não precisando de cirurgia. No entanto, quando a retina já está descolada, o tratamento do Descolamento de Retina é cirúrgico.

Existem vários métodos para a correção: retinopexia com introflexão escleral, retinopexia pneumática e vitrectomia via pars plana (VVPP). Na VVPP, todo o gel vítreo é removido e o cirurgião pode optar por preencher o olho com gás, que é reabsorvido sozinho sem necessidade de nova cirurgia, ou com óleo de silicone, que deve ser removido através de nova cirurgia. Após uma consulta médica e a realização de alguns exames o médico poderá recomendar o tratamento mais adequado para cada caso.

Fique atento aos sintomas e procure um oftalmologista o mais rápido possível se apresentar algum deles. Como mencionamos anteriormente, o descolamento de retina é um caso de emergência, portanto é preciso estar atento. Cuide-se!

Gostou deste conteúdo? Avalie nosso site, sua opinião é muito importante para nós! https://goo.gl/uQJw9L



voltar